quinta-feira, 27 de novembro de 2008

A República da Estrela

Boa Ventura (ontem e hoje, mesma coisa) >>>>




No início do século XX uma Revolução aconteceu no sertão brasileiro e muito pouca gente sabe pelo Brasil. Acredito que entre os historiadores, nem 5% sequer ouviu falar ou leu algum artigo sobre um exemplo de luta, resistência e pululância nordestina, a proclamação da República da Estrela. Esta República abrangia os importantes municipios de Boa Ventura, então com 7 mil habitantes e Curral Velho, com mil e quinhentos, no Vale do Piancó, alto sertão da Paraíba. Esses dois municípios, comandados pela mão forte do Coronel Zuza Lacerda, declararam independência do Estado da Paraíba e consequentemente da nação brasileira.






Depois de perder a eleição no município de Misericórdia, atual Itaporanga, Zuza Lacerda resolve separar Boa Ventura e Curral Velho, então pertencentes a Misericórdia. O seu governo gozava de organização invejável a muitas nações da Oceania, como Tokelau, Tuvalua e Kiribati. Possuía Ministério de Relações Exteriores, cujo secretário era o Major Sula; e seus dois filhos eram secretários de Guerra e da Fazenda. O mais audacioso projeto era o do Ministério da Marinha, que servia para fazer a importante travessia do Rio Piancó, que pra facilitar o trabalho dos marinheiros, fica seco durante 6 meses do ano.



Curral Velho (hoje, mesma coisa)>>>>>>


A República durou três meses e Zuza Lacerda abandonou a cidade quando as tropas estaduais ameaçaram acabar com o sonho de um povo. Zuza Lacerda se mandou pro Ceará e depois foi a julgamento na cidade de Pombal/PB. Terminara a República da Estrela. Anos depois, Boa Ventura se emanciparia de Misericórdia e hoje em dia, Curral Velho também é emancipada.






Boa Ventura é a cidade da família do meu pai e Curral Velho, da família da minha mãe, embora ninguém estivesse envolvido em tal episódio, creio eu, acho interessante que esse evento tenha ocorrido lá, tão inusitado e lúdico. Na verdade, minha narrativa não oferece uma abordagem histórica muito ampla porque advém da História Oral e de um livro de André Raboni que li e devolvi (devia ter roubado!) que poderia me ser útil para dar uma abordagem mais técnica. Mas, vou fazer melhor, vou deixá-los com o link para a História da República da Estrela contada em versos de literatura de cordel, escrito por MarcodiAurélio (assim mesmo, meu nome é Odomiro). Vale muito a pena ler esse cordel, possa crer! Também tem um trabalho profissional do historiador Lourival Inácio no site da Prefeitura de Itaporanga.






Saudações a todos que tem visitado o blog e espero continuar postando por aqui. Estou dando um tempo do orkut por uns 15 dias, disse que tava viajando (acho que vou inventar isso mais vezes). Mas, do blog espero não me distanciar. Abraço a todos, fiquem em paz e leiam pelo menos o cordel. (Ah, e vá na missa no domingo) Bom menino!





















2 comentários:

Nathalie disse...

Ou velho...passei por Boa Ventura ano passado...e ela é muito conhecida na região pela sua grande festa no CARNAVAL....vamos?

Abraço
Paulo

Junior Dantas disse...

Bom amigo!!!
Eu li este artigo sobre A Republica da Estrela, e queria a titulo de auxiliar, te falar sobre a obra de João Sucupira, que inclusive teve o seu sogro assassinado por cabras de Praxedes Verdeguer, se voce conseguir esta obra será enriquecedor para se conhecer a historia de Zuza Lacerda.
ddantasjunior@yahoo.com.br