domingo, 13 de dezembro de 2009

Tempo de Despertar

Acabei de assistir um dos filmes mais bonitos que já vi. Um filme inspirador. Há dois dias estou trancado nesse apartamento, com as janelas cerradas, pensando em alguém que está distante. Não queria interagir com ninguém. Furtivamente, idéias de abandonar tudo, me rodeavam. Mas, essa é a função da arte: revelar emoções. O filme me fez acordar, abrir a janela e ver uma pequena lâmina laranja a brilhar no poente. Sinto vontade de correr em direção àquela lâmina que se afasta. Às vezes, mesmo com os olhos abertos, estamos a dormir profundamente. Não sei ao certo o que pensar sobre o presente. Apenas quero recomendar este filme, Tempo de Despertar (Awekenings), para os leitores do blog. Só sei falar de mim, nisto consiste um erro. Vou sair para caminhar. Queria dizer algo que não se articula. Tantas cartas escrevi nos últimos dias, impublicáveis, obviamente. Esse ano, vivi alguns momentos que se pareceram com a plenitude, algo como despertar após trinta anos. Mas, como posso ter dormido por trinta anos se nem isso vivi ainda? É apenas uma analogia pleonástica. Ainda tenho tanto para dizer, vou dar um passeio e espero voltar com algo para dividir ou mais tempo para silenciar.
p.s.: Robert de Niro, sem palavras!

Um comentário:

Dodô disse...

TRAILER DO FILME: http://www.youtube.com/watch?v=FURflBxeTyI