quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Счастливого Рождества - Feliz Natal


Oi, meu povo. Feliz Natal para vocês. Hoje gostaria de presentear-vos com uma obra magnífica. Esse ano de 2008 foi um fiasco, financeiramente falando, então presentes desses que se compram em loja, nem minha sobrinha vai ganhar. Mas, acredito que essa oferenda que deixarei pra vocês pode ser útil e engrandecedora em suas vidas. Trata-se dos "Sete Portões de Jerusalém" do compositor polonês Krzysztof Penderecki, que ainda atua nos dias de hoje e esteve no Brasil recentemente. A obra, como um todo, desse compositor polonês é muito versátil. No início da sua carreira trabalhava com música erudita moderna aproximando-se de seus contemporâneos: Ligeti, Varèse e Messiaen. Entretanto, quando todos imaginavam que ele ia continuar trabalhando na estética moderna, eis que ele resolve se aproximar do pai da matéria, o velho Johann Sebastian.

Nosso mundo moderno nos obriga a cada vez mais buscar a originalidade escondida, o novo traço, o talento individual inédito. Mas, corremos o risco de esquecermos daqueles que fundaram as bases de nossas experiências. E como é grandioso nosso descobrimento das coisas do passado! Por vezes, temos a soberba de nos autoidentificarmos como sendo o ápice da civilização ou, num sentido mais progressista, que estamos caminhando para esse apogeu. Aí, nos deparamos com a grandeza dos antigos, com a força mítica da tradição. Assim, Santo Agostinho ainda é bastante atual aos nossos olhos. A Ilíada e a Odisséia, são tão audaciosas quanto as aventuras de Senhor dos Anéis e por aí vai. Os grandes homens do passado precisam ser conservados.

Assim, a virada de Penderecki em direção ao trabalho realizado por Bach, um barroco tardio, merece nosso louvor. Não que o nosso polonês esteja fazendo uma imitação barata de sua obra, mas contribuindo e expandindo uma tradição encantadora. Os Sete Portões de Jerusalém é o meu presente de Natal pra vocês. Destaque para o primeiro e o sétimo atos que são extraordinários. Beijo para todos e que aproveitem este Natal. Mesmo para quem não tem fé nem religião, o Natal é um período iluminado, pois sua mensagem é otimista e pacífica e não existe estado de espírito melhor para encarar a vida. Schopenhauer que o diga.

Seven Gates of Jerusalem (Penderecki):
http://rapidshare.com/files/173984601/PQP_Krzysztof_Penderecki_Seven_Gates_Of_Jerusalem_1999.rar

2 comentários:

Dodô disse...

schopenhauer é profundamente amargurado, mas escreveu um livro chamado "a arte de ser feliz" e dizia que era o mais apto a falar sobre a felicidade, pois a observava de longe, questionando-a sempre.

Anônimo disse...

[color=#de7008]Музыканты на праздник [url=http://dejavu-group.ru/about_us.php]Dejavu-group[/url] - это коллектив виртуозных вокалистов и музыкантов на праздник.
[url=http://dejavu-group.ru/about_us.php]Дежа вю[/url]- законодатель в области музыкального оформления торжеств, музыкальных мероприятий, корпоративок .
В репертуаре музыкантов на праздник Dejavu-group около 3 тыс. песен.
Только живое исполнение. Ретро, хиты 70-80-90-х, джаз, диско, поп, современная музыка, европейские хиты, фоновая музыка, шансон.
Артисты на праздник Дежа вю обладает мощной качественной аппаратурой, позволяющей заполнить приятным уху звуком как компактное помещение (фуршет), так и большое помещение (корпоратив до 1 тыс. человек).

Игорь +7 916 623 4047 [/color]